Introdução

O objetivo deste guia é orientar o leitor sobre quais cuidados ele deve ter para assumir altos gastos com piscina aquecida durante o inverno. A piscina aquecida é uma solução para dias mais frios — assim, você não precisa deixar de fazer uso de sua piscina no inverno.

A piscina aquecida também é terapêutica e indicada para tratamentos diversos, como problemas ósseos e estresse. Ela é ótima para relaxar e aliviar dores.

Uma das principais soluções para usar a piscina no inverno é mantendo-a protegida com uma capa térmica.

Leia e confira os cuidados para a saúde e como economizar com a piscina nessa temporada!

piscina no inverno

1. Nadar no inverno faz mal?

De modo geral, as pessoas pensam que nadar no inverno pode fazer mal à saúde. Assim, evitam praticar natação e buscam outras formas de entretenimento ou exercícios físicos. Quando se tratam de filhos pequenos, os pais têm um cuidado ainda maior e retiram as crianças das aulas de natação ou as proíbem de entrar na piscina de casa.

Mas será que essa ideia está certa? Será que nadar no inverno realmente faz mal à saúde?

A verdade é que a prática de natação durante o inverno propicia os mesmos benefícios que quando ela é praticada durante o verão e as outras estações do ano. O importante é aplicar certas medidas preventivas para evitar que o usuário fique vulnerável às doenças comuns do inverno.

A natação, como todo esporte, faz bem à saúde, sendo considerada um dos esportes mais completos. Ao nadar, a pessoa fortalece os músculos do abdômen, das pernas e dos braços. Ela também ajuda a controlar problemas respiratórios e, quanto mais ela for praticada, menos probabilidades de crises a pessoa terá.

A natação realiza um trabalho sobre os grupos de músculos abdominais, dos braços, das pernas e das costas ao mesmo tempo em que realiza exercícios coordenados que melhoram o sistema respiratório. O esporte contribui para o retorno venoso, ou seja, para o bombeamento e sucção do oxigênio pelo coração.

Assim, a natação praticada nas condições ideais durante o inverno ajuda a reduzir a incidência e as crises de asma, bronquite e resfriados, que são comuns nessa época do ano.

Além disso, a natação auxilia na perda e no controle de peso, estimula a circulação do sangue, melhora o condicionamento físico, alivia dores no corpo (principalmente nas costas), diminui os riscos de desenvolver diabetes, ajuda na redução do mau colesterol e melhora a qualidade do sono.

2. Como preparar a piscina

É fundamental preparar a piscina para o inverno. Mesmo que você não faça uso da piscina durante a estação, é necessário cuidar dela para evitar problemas no futuro.

Observe as medidas abaixo para deixar sua piscina pronta para o inverno.

2.1. Limpe a piscina

Se a piscina estiver suja logo após o período de encerramento de uso, ela se manterá assim durante os meses seguintes, aumentando as possibilidades de multiplicação de algas e microrganismos.

Ainda que esses seres não se desenvolvam com facilidade em temperaturas mais elevadas, quando a água não está sendo usada, o ideal é prevenir-se.

Portanto, faça uma escovação nas paredes e nos cantos, bem como no fundo da piscina, e remova também os resíduos maiores que costumam ficar boiando, como folhas e insetos.

2.2. Equilibre os níveis dos componentes da água

Verifique se os níveis dos componentes da água estão efetivamente equilibrados. Em relação ao cloro, por exemplo, é preciso aplicar uma quantidade que corresponde ao tratamento de choque. Em piscina para uso pessoal, o adequado é que o cloro se mantenha nos seguintes níveis: 3 ppm em piscinas com paredes de gesso e 1 ppm em piscinas de vinil.

Hoje já existem produtos alternativos ao cloro líquido, como o cloro em tabletes e o gerador de cloro a partir de sal. Também existem produtos diferentes do cloro, como equipamentos que purificam por meio de radiação UV e aqueles que matam e evitam a proliferação de bactérias usando íons de prata (ionização).

O algicida também é outro produto importante que deve ser adicionado à água. É recomendado o tratamento de choque. Deve-se colocar o algicida juntamente com o cloro, respeitando os números de ppm já informados.

Recomenda-se acompanhar o pH da água todos os dias por causa da alta temperatura.

2.3. Reduza o nível de água e esvazie a canalização

Em uma piscina comum, a água deve ficar, no mínimo, 50 centímetros abaixo do skimmer. Em baixas temperaturas, a água tende a se expandir e pode causar danos ao plástico do skimmer ou à cerâmica.

Esvaziar a canalização pode ser um trabalho complicado, mas é importante para conservar a estrutura da piscina. O congelamento pode romper os canos e causar danos irreversíveis ou muito difíceis de sanar.

Para extrair a água da canalização, pode-se usar a própria bomba de limpeza da piscina ou qualquer bomba de água ou de ar. Outra dica é colocar um anticongelante apropriado no circuito de água.

Naturalmente, o risco de congelamento é bem baixo em uma piscina térmica, mas somente se ela estiver devidamente coberta.

2.4. Cubra a sua piscina

piscina no inverno

Cobrir a piscina térmica é outra medida a tomar. Há coberturas específicas para o inverno, que apresentam mais durabilidade e resistência.

As lonas evitam que a piscina fique repleta de lixo, como folhas, insetos, pedras, elementos trazidos pela chuva. Também evitam que a água suba de nível devido à chuva, que também pode provocar desestabilização dos produtos químicos.

Além disso, a capa mantém a temperatura da água aquecida, o que é fundamental se a pessoa desejar praticar natação ou usar a água para relaxar ou simplesmente se divertir. Como vimos, com a temperatura alta conservada dentro dos limites possíveis, as probabilidades de que haja um congelamento praticamente deixam de existir.

3. Como cobrir a piscina

Como já falamos, existem capas apropriadas para o inverno. Faça uso ou não da piscina durante esse período, é importante manter a água coberta.

A capa térmica translúcida em polietileno preserva a beleza do revestimento e permite a passagem da radiação solar, fazendo com que as paredes absorvam o calor e aqueçam ainda mais a água.

Essa capa também ajuda a economizar recursos, pois evita a evaporação, mantendo os produtos químicos por mais tempo dentro da água. Dessa forma, pode-se economizar entre 30% a 60% no uso de produtos químicos. O motivo principal da perda de calor em uma piscina aquecida é a evaporação, mas uma boa capa térmica consegue reter até 97% da água.

A capa funciona como uma tampa aquecedora, como uma camada que isola o calor, aumentando a temperatura da água em até 8º C.

A capa térmica deve ficar boiando sobre a água, por isso convém comprá-la no formato adequado. Se a piscina tiver os cantos arredondados ou um formato especial, é necessário comprar uma capa térmica maior e cortar com uma tesoura.  Deve-se usar a água com as bolhas em contato com a água e a parte lisa voltada para cima. Recomenda-se evitar o atrito das bolhas com as bordas da piscina no momento de retirar a lona.

Existem capas térmicas de 300 e 500 micras de espessura. Cada micra corresponde à milionésima parte do metro. Assim, uma capa com 300 micras tem 0,03 mm e uma de 500 micras tem 0,05 mm. As primeiras apresentam ilhoses a cada metro e as outras apresentam ilhoses a cada meio metro. As capas 500 geralmente são mais duráveis (o dobro de uma capa tradicional).

Quando usar um enrolador para retirar a capa, coloque-o imediatamente em uma área sombreada ou cubra a capa com um protetor.

4. Piscina térmica: vale a pena?

Será que vale a pena ter uma piscina aquecida? Uma piscina que pode ser usada em qualquer estação do ano?

Vejamos suas vantagens e desvantagens.

Uma vantagem é que ela pode ser usada no inverno, como já vimos. Também é útil no combate a uma série de problemas de saúde, como osteoporose, artrite, reumatismo e diferentes enfermidades dos ossos e músculos. Também ajuda a eliminar a fadiga e o estresse, causando relaxamento. A água aquecida é ideal para hidromassagem e para pessoas idosas.

Outro ponto importante é que uma piscina aquecida pode ajudar na valorização do imóvel.

Porém, a piscina aquecida requer alguns cuidados especiais. É preciso considerar que a decomposição do cloro acontece com mais rapidez por causa do equipamento responsável pelo aquecimento da água — por esse motivo, é necessário diminuir o período entre as clorações.

Na piscina aquecida, a água evapora mais rapidamente. O aumento da temperatura na água também representa aumento do pH. Por isso, o pH deve ser controlado continuamente. A água aquecida aumenta a sudorese dos usuários e favorece o aparecimento de bactérias e fungos, causadores de micoses, exigindo um monitoramento mais regular.

É importante também limpar as bordas da piscina frequentemente, pois o calor, aumentando a produção de suor, favorece o acúmulo de placas de gordura nas bordas (suor + células mortas).

Os custos com energia são outra desvantagem, pois será necessário gastar mais energia elétrica para o aquecimento da água. O uso de energia solar é uma solução que vem sendo usada principalmente em condomínios (redução aproximada de 70% na conta de energia), mas requer um investimento inicial relativamente alto.

A capa térmica é fundamental para evitar a perda de temperatura, manter por mais tempo os produtos químicos e evitar que a água fique suja. Ou seja, certas desvantagens da piscina aquecida podem ser contornadas com uma cobertura apropriada.

5. Cheque sempre

É fundamental checar sempre a piscina aquecida durante o inverno. O pH da água deve se manter entre 7,2 e 7,8, o cloro residual livre deve se manter entre 1 e 3 ppm. É importante manter a alcalinidade total entre 80 e 120 ppm. Caso seja necessário o tratamento de choque, retire a capa completamente e só cubra novamente a piscina depois que o cloro se estabilizar nos níveis corretos. Nunca deixa a capa, depois de tirada, no sol, mesmo em períodos curtos (cinco minutos ao sol já pode provocar um superaquecimento).

Verifique o nível da água e a canalização para certificar-se de que tudo está em ordem.

Uma piscina descoberta pode acumular sujeira ou microrganismos e mudar de cor. A água esverdeada significa presença de algas e provavelmente necessitará corrigir o pH para reduzir a alcalinidade. Talvez seja necessário aplicar uma supercloração e um decantador (sulfato de alumínio) ou algicida de choque. A água colorida indica a presença de metais. É possível que haja muito cloro e a necessidade de aplicar um controlador de metais. Já a água turva, de aparência leitosa, indica que há material em suspensão na água ou alcalinidade/pH altos.

Por isso, o uso do capa térmica é fundamental.

As capas térmicas não são capas de segurança. Elas não aguentam o peso de adultos, crianças ou animais Por esse motivo, é preciso ter cuidado para que crianças não fiquem andando ou pulando sobre elas, nem animais. É preciso evitar acidentes e até afogamentos devido ao uso inadequado da capa térmica.

Manter uma piscina sempre bem cuidada exige monitoramento constante. Para quem não tem tanto tempo disponível, o melhor é contar com profissionais especializados, que poderão prestar toda a manutenção e proceder às ações apropriadas sempre que julgarem necessário.

capa térmica piscina

Conclusão

Para que a piscina seja realmente sinônimo de saúde e diversão, é preciso ser bem cuidada pelo proprietário, principalmente no período de inverno.

Devem-se evitar gastos excessivos com energia elétrica. Se possível, adotar um sistema de aquecimento solar pode ser proveitoso e, certamente, será mais econômico em médio e em longo prazo.

Para evitar que a água fique suja e a temperatura diminua, é fundamental cobrir a piscina com uma capa térmica.

Todas essas medidas serão úteis para a saúde e para o bolso de todos. Lembre-se disso!